17/03/2011

Moscamed oferece Programa de Monitoramento de pragas para pomares comerciais de maçã na região sul

Para dá suporte ao produtor no controle das principais pragas que atacam os pomares comerciais de maçã na região sul do país, a Moscamed - Organização Social reconhecida pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) - realizará um Programa de Monitoramento que tem como objetivo a instalação e supervisão de armadilhas para avaliar os índices populacionais dessas pragas, nos estados de Santa Catarina (SC) e Rio Grande do Sul (RS).                    

Desde 2004, a Moscamed atua em programas de monitoramento de pragas agrícolas de importância econômica, tais como a Ceratitis capitata, principal praga da fruticultura mundial, que ataca as culturas de manga, uva, goiaba, acerola, entre outras, e que junto com outras espécies de moscas-das-frutas causa prejuízo de 120 milhões de dólares por ano para a fruticultura brasileira. 

Para avaliar os índices de infestação dessas pragas na região submédia do Vale do São Francisco, a Moscamed oferece serviço de monitoramento de mocas-das-frutas a produtores de manga e uva nas cidades de Casa Nova, Juazeiro, Ribeira do Amparo, Sento Sé, Sobradinho, Abaré, na Bahia, e Belém do São Francisco, Cabrobó, Lagoa Grande, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco. São cerca de 500 produtores, abrangendo uma área de 7.500 ha (hectares), onde estão instaladas mais de 1.200 armadilhas, entre elas o modelo Jackson para captura específica da C. capitata, e a McPhail que captura diversas espécies. 

O monitoramento de moscas-das-frutas realizado pela Moscamed segue rigorosamente os protocolos internacionais, e todos os critérios estabelecidos pelo MAPA, como a instalação das armadilhas em locais onde há a maior chance de captura do inseto adulto, nos próprios hospedeiros preferenciais ou próximo a eles. A coleta e triagem do material capturado são feitas semanalmente, quando as armadilhas são lavadas e reabastecidas com o atrativo por técnicos qualificados para desenvolver essa atividade. E o processamento desses dados em planilhas impressas e eletrônicas, disponibilizadas na homepage www.moscamed.org.br, com acesso restrito aos produtores. 

Em 2008, a Moscamed ampliou em 50 ha a área de monitoramento de melão e mamão no Baixo Acaraú e Vale do Jaguaribe, no estado do Ceará (CE) e iniciou o monitoramento de papaya no estado do Espírito Santo (ES), maior exportador dessa fruta no país. Atualmente, monitora 750 ha para o Programa de Exportação da Papaya para os Estados Unidos, além de 700 ha de pomares de melão nos estados da Bahia (BA) e Piauí (PI).   

Todos os programas de monitoramento realizados pela Moscamed são fiscalizados pelo MAPA, que contratou a instituição para também realizar o monitoramento da C. pomonella e substituir os hospedeiros em áreas urbanas dos municípios de Lages, em Santa Catarina, e Caxias do Sul, Vacaria e Bom Jesus, no Rio Grande do Sul, onde estão instaladas cerca de 4500 armadilhas. 

O mais novo programa de monitoramento da Moscamed será voltado às pragas: Anastrepha fraterculus, Bonagota salubricola, Cydia pomonella e Grapholita molesta, que atacam os pomares de maçã na região sul do país. 

Para o desenvolvimento adequado desse programa um projeto-piloto foi estabelecido em Vacaria, que tem como objetivo desenvolver um planejamento minucioso levando em conta as características físicas e ambientais da região onde será implementado, além de treinamento da equipe técnica que já atua na zona urbana desses municípios. Segundo o gerente técnico, Rodrigo Viana, “a Moscamed apresenta Know-how para a oferta desse tipo de serviço aos produtores de maçã da região sul, uma vez que a empresa vem a cada dia se especializando em técnicas de monitoramento e controle de pragas em diversas culturas e regiões do país”. 

Os produtores de maçã que tiverem interesse em realizar o programa de monitoramento nos seus pomares podem entrar em contato com a unidade da Moscamed em Vacaria e falar com a Coordenadora do Programa de Monitoramento da Cydia pomonella, Simone Lancini pelo telefone (54) 3232-5926 ou pelo e-mail simone@moscamed.org.br.


imprimir


Biofábrica Moscamed Brasil - Organização Social reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Governo da Bahia
Av. C1, 992 - Quadra D 13, Lote 15, Distrito Industrial do São Francisco, Juazeiro - BA - Brasil - CEP 48.908-000
Telefone e Fax: (74) 3612.5399
E-mail: biofabrica@moscamed.org.br

ÓRGÃOS FINANCIADORES E
ALIANÇAS ESTRATÉGICAS
  • governo federal
  • finep
  • banco nordeste
  • cnpq
  • iaea
  • governo bahia
  • secretaria saude bahia
  • secretaria administracao bahia
  • secretaria agricultura bahia
  • adab
  • adagro
  • embrapa
  • esalq
  • icb
  • codevasf
  • adagri
  • uneb
  • inca
  • usda
  • cena
  • univasf
  • usp
  • uesb
  • ufpe
Inovamídia

Moscamed Brasil 2006-2010 - Todos os Direitos Reservados