20/12/2016

Moscamed participa do 2º Encontro da Rede Nacional de Especialistas em Zika e Doenças Correlatas – RENEZIKA realizado pelo MS

Moscamed participa do 2º Encontro da Rede Nacional de Especialistas em Zika e Doenças Correlatas – RENEZIKA realizado pelo MS

Durante a última semana, no dia 14 de dezembro, técnicos de instituições que desenvolvem ciência e pesquisas no combate ao avanço da Zika, discutiram as ações desenvolvidas pelo Ministério da Saúde e as tecnologias ou produtos das empresas convidadas para o evento. O 2º Encontro da Rede Nacional de Especialistas em Zika e Doenças Correlatas aconteceu no Centro Internacional de Convenções do Brasil em Brasília, DF.

Gestores e técnicos da saúde, além de representantes do setor privado apresentaram seus portifólios de tecnologias. “A Moscamed mostrou ou projetos que participa com a AIEA, treinamentos técnicos que fornece e suas experiências com a criação massal, monitoramento, esclarecimento público e liberação de machos para o controle autocida! Apresentou ainda, as linhagens de Aedes aegypti que poderão ser utilizadas na Técnica do Inseto Estéril e na Técnica do Inseto Incompatível associada com a TIE.”, informou a pesquisadora colaboradora, Michelle Pedrosa.

A Técnica e os projetos desenvolvidos pela Moscamed foram apresentados pela professora pesquisadora Margareth Capurro, do Instituto Ciências Biomédicas – ICB da Universidade de São Paulo – USP, responsável técnica pelo projeto implantado nos municípios baianos.

Renezika

A Rede Nacional de Especialistas em Zika e Doenças Correlatas foi criada em maio de 2016 e busca integrar gestores, pesquisadores e sociedade civil no enfrentamento do vírus Zika e suas consequências. A RENEZIKA conta com mais de 100 especialistas nacionais e internacionais, que fazem parte de 7 grupos de trabalho, que têm contribuído na definição da Síndrome Congênita associada à Zika, na elaboração de diretrizes para estimulação precoce das crianças acometidas, e na avaliação de tecnologias diagnósticas e de controle do vetor.

Técnica do Inseto Estéril (TIE) x Técnica do Inseto Incompatível (TII)

Um tipo de controle genético onde a própria espécie é usada na supressão populacional em campo. A TIE consiste na criação, em grande escala, do inseto-praga que se deseja controlar e na liberação desses insetos esterilizados em campo. Os insetos estéreis copulam com os selvagens, mas não geram descendentes.

Técnica do Inseto Incompatível associada à TIE (TII/TIE) é a técnica que utiliza machos infectados com a bactéria Wolbachia. Quando machos infectados se reproduzem com a fêmea selvagem, não são gerados filhotes viáveis, por isso, nessa técnica não é necessário esterilizar o macho!


imprimir


Biofábrica Moscamed Brasil - Organização Social reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Governo da Bahia
Av. C1, 992 - Quadra D 13, Lote 15, Distrito Industrial do São Francisco, Juazeiro - BA - Brasil - CEP 48.908-000
Telefone e Fax: (74) 3612.5399
E-mail: biofabrica@moscamed.org.br

ÓRGÃOS FINANCIADORES E
ALIANÇAS ESTRATÉGICAS
  • governo federal
  • finep
  • banco nordeste
  • cnpq
  • iaea
  • governo bahia
  • secretaria saude bahia
  • secretaria administracao bahia
  • secretaria agricultura bahia
  • adab
  • adagro
  • embrapa
  • esalq
  • icb
  • codevasf
  • adagri
  • uneb
  • inca
  • usda
  • cena
  • univasf
  • usp
  • uesb
  • ufpe
Inovamídia

Moscamed Brasil 2006-2010 - Todos os Direitos Reservados