29/09/2015

Capacitação: Inicia a 10ª edição do Curso Interacional de Moscas-das-Frutas de Importância Econômica e Quarentenária

Capacitação: Inicia a 10ª edição do Curso Interacional de Moscas-das-Frutas de Importância Econômica e Quarentenária

Iniciou na manhã desta terça-feira (29), na Biofábrica Moscamed, a 10ª edição do ‘Curso Internacional de Moscas-das-Frutas de Importância Econômica e Quarentenária’ com informações sobre logística para os oito dias do encontro, histórico da biofábrica e apresentação da equipe envolvida na preparação do curso.

“O curso teve sua primeira edição realizada em 2003, em São Paulo, no Instituto de Biociências – IB, no Centro de Energia Nuclear na Agricultura – CENA e na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiros - Esalq, da Universidade de São Paulo – USP. Na época a Moscamed não tinha sede própria”, informou a superintendente da Biofábrica Carla Santos que apresentou a equipe administrativa da Moscamed que atenderá os participantes durante os dias de curso.

A Moscamed é uma organização social (OS) reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e pelo Governo da Bahia. Suas atividades são voltadas para a produção de insetos empregados no manejo integrado de moscas-das-frutas, no monitoramento de espécies de interesse econômico, como a espécie de moscas-das-frutas, Ceratitis capitata, que é responsável pelos maiores danos causados a fruticultura mundial, e na capacitação, treinamento e disseminação de informação técnico-científica.

 “O Curso é destinado a atualização e capacitação técnica de profissionais envolvidos em defesa fitossanitária, pesquisa, monitoramento e manejo de moscas-das-frutas”, resumiu a pesquisadora Maylen Gomez, que informou sobre o funcionamento do curso, aulas práticas e teóricas e os teste aplicados para avaliar os conhecimentos dos participantes antes e após o treinamento. “O Pré-teste é apenas para termos uma ideia do conhecimento do grupo, ao final vocês vão perceber a sua evolução”, destacou.

A pesquisadora Dra. Regina Sugayama, doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) é consultora AGROPEC Pesquisa, Extensão e Consultoria, empresa especializada em defesa agropecuária. Participou de programas de controle e erradicação de pragas agrícolas no Brasil e Suriname, e ministrou no primeiro dia do curso internacional aula sobre biologia, ciclo de vida, comportamento e hospedeiros das moscas-das-frutas, e a distribuição geográfica mundial dos tefritídeos de importância econômica.

Em seguida, a pesquisadora Janisete Miller do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade estadual de Santa Cruz - UESC, é doutora em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (USP) misnitrou aula sobre Genética, marcadores moleculares (sequências de DNA que revelam polimorfismos entre indivíduos geneticamente relacionados), Filogenia (estudo da relação evolutiva entre grupos de organismos: espécies, populações), e Identificação molecular.

Outros temas serão abordados como o tratamento quarentenário para exportação de frutas frescas, sistemas de monitoramento de populações de insetos, programas de controle em área ampla ao redor do mundo; o uso de técnicas nucleares no controle de insetos e pragas, conhecida como a Técnica do Inseto Estéril (TIE), desenvolvida atualmente no Brasil pela Moscamed.

Moscas-das-frutas

Consideradas uma das maiores pragas agrícolas no mundo, as moscas-das-frutas, da ‘familia’ Tephritidae é de origem africana, popularmente conhecida como mosca-do-mediterrâneo. Essa espécie foi introduzida no Brasil no final do século 19.

As perdas diretas em campo e o consequente aumento no custo de produção podem somar um prejuízo de 120 milhões de dólares por ano para a fruticultura brasileira e mais de dois bilhões de dólares para a fruticultura mundial. Na região do Vale do São Francisco, conhecida nacionalmente pelo volume de exportação de frutas, estão presentes as espécies A. fraterculus, A. obliqua e a Ceratitis capitata considerada a espécie mais agressiva, detectada no Brasil pela primeira vez em 1905.

Ascom Moscamed

 


imprimir


Ver galeria

Biofábrica Moscamed Brasil - Organização Social reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Governo da Bahia
Av. C1, 992 - Quadra D 13, Lote 15, Distrito Industrial do São Francisco, Juazeiro - BA - Brasil - CEP 48.908-000
Telefone e Fax: (74) 3612.5399
E-mail: biofabrica@moscamed.org.br

ÓRGÃOS FINANCIADORES E
ALIANÇAS ESTRATÉGICAS
  • governo federal
  • finep
  • banco nordeste
  • cnpq
  • iaea
  • governo bahia
  • secretaria saude bahia
  • secretaria administracao bahia
  • secretaria agricultura bahia
  • adab
  • adagro
  • embrapa
  • esalq
  • icb
  • codevasf
  • adagri
  • uneb
  • inca
  • usda
  • cena
  • univasf
  • usp
  • uesb
  • ufpe
Inovamídia

Moscamed Brasil 2006-2010 - Todos os Direitos Reservados